Água de Madrid

Compartilhar
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

Post por Sandra Brockson, autora do blog Sandra B. em Madrid

Em Madrid há água potável direto da torneira. Na minha opinião, também é deliciosa de beber! Outros acham que a água é pesada e calcária. Opiniões a parte, o importante é que em quase qualquer lugar é possível beber água boa e fresca.

agua de madrid 3
A milagrosa fonte de San Isidro, de onde saiu a água que salvou Carlos V da morte

Para quem não sabe, Madrid é muita seca e os rios de seu entorno não tem volume necessário para abastecer a cidade. Por volta de 1850, a necessidade de controle da efetiva distribuição da água cresceu e com ela o Canal Isabel II  foi criado. Nos primeiros anos o desafio era ligar os cerca de 70 quilômetros de canais desde as represas construídas na serra até o centro.

Hoje são 14 represas, 550 km de tubulação, 19 estações elevadas, 12 plantas de purificação, mais de 15.000 km de rede de distribuição e 6.600 km de redes de esgoto. Além disso, o Canal de Isabel II é o maior produtor de energia renovável na Comunidade de Madrid através de suas usinas hidrelétricas.

Como muitos órgãos públicos, o Canal Isabel II também é fundação cultural. O prédio está no que foi o Primeiro Depósito Elevado de 1911, também conhecido como o depósito elevado de Plaza de Castilla. Não está no centro histórico de Madrid mas quem vier com mais tempo, a visita pode valer a pena. Em 2012 eu vi a exposição de Leonardo da Vinci, sobre o seu lado inventor, que depois foi a São Paulo.

Fundación Canal
Fundación Canal

Voltando ao que interessa, Madrid não tem tantas fontes publicas espalhadas pelo centro como outras cidades (Milão, por exemplo). As que conheço estão no parque do Retiro. Porém nos bares eu tenho o hábito de pedir um copo de água para acompanhar o cafezinho ou antes da “caña”. Nos restaurantes eu também peço uma jarra de água da torneira, além da bebida que está incluída no menu da refeição. Sempre tenho uma garrafa na bolsa que encho nos banheiros de museus, centro culturais, mercados e até mesmo em restaurantes. Importante lembrar que muitos museus não permitem beber água nos salões de exposição. Eu já fui educadamente lembrada disso no Museu Reina Sofia.

Água e café
Água e café

Minha dica é: sempre peça um copo de água a parte do que for pedir nos bares e restaurantes ainda mais agora que começa o forte verão, é preciso manter-se bem hidratado.

Serviço:
Fundação Canal Isabel II
Calle de Mateo Inurria, 2, 28036 Madrid
Metro Plaza de Castilla

Sandra Brocksom é do interior de São Paulo e veio morar em Madrid por amor a um espanhol. Ela acabou se apaixonando também pela cultura, gastronomia e história madrilenha e espanhola. Ela conta suas experiências no blog Sandra B Em Madrid.
Compartilhar
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

4 comentários sobre “Água de Madrid

  1. Impressionado com a qualidade da água, seja na torneira, seja na água da cerveja!
    Gostei o texto explicando de onde vem agua nessa cidade seca!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *