Seguro viagem na Europa

Post por Andrea Lima, autora do blog Descubra Madrid

Hoje o post será sobre um assunto que poucas pessoas dão muita importância. Imagine você fora do Brasil e com uma urgência médica? Muitos pensam que isso só acontece com os outros e esquecem que poderiam se encontrar na mesma situação.

Os viajantes mais escolados já sabem que para visitar os países do espaço Schengen é obrigatório ter um seguro viagem.

seguro


Para quem ainda não sabe, ao contratar um seguro viagem, o viajante terá as seguintes coberturas:
• Despesa Hospitalares
• Despesas Odontológicas
• Despesas médicas
• Despesas Farmacêuticas
• Traslado do corpo em caso de morte
• Prorrogação de estância
• Atraso e cancelamento de voo
• Cancelamento ou interrupção da viagem
• Perda ou roubo de bagagem

Pensando em facilitar a vida de vocês na hora de escolher um bom seguro, fiz um levantamento sobre as coberturas mais relevantes. Vamos começar falando sobre a parte sanitária:

Gasto de Saúde

• Cobertura
Cobertura de saúde ilimitada ou pelo menos superior a 50 mil euros, mesmo que o exigido seja 30 mil. Pois caso seja necessário utilizá-lo, o melhor que tenha uma cobertura superior.

• Dê preferência para seguros com rede implementada no exterior.
Escolha um seguro que tenha uma rede de assistência no estrangeiro. Pois caso seja necessário usá-lo, o centro de assistência deve estar operativo nos horários dos países onde você esteja viajando. E principalmente que conheça a rede de hospitais para oferecer uma solução eficaz, além de manter comunicação fluída com os serviços de emergências.
É importante observar  que o seguro tenha telefone de assistência gratuita em cada país onde ele oferece cobertura. Pois uma chamada ao exterior poderá custar bastante dinheiro.

• Assistência aos acompanhantes
Se você viaja sozinho, preste atenção nas coberturas extensíveis ao acompanhante. Como, por exemplo, prolongamento da estância. Em caso de hospitalização ou convalescência do viajante, deverá o seguro suprir as despesas do assegurado além de disponibilizar um acompanhante cobrindo as despesas desde o país de origem.

• Repatriação
Em caso de acidente ou problema de saúde grave, realiza a repatriação do doente e de um acompanhante.

• Antecipação de dinheiro em cash
Em caso de perda ou roubo da documentação: cartão de crédito e débito ou passaporte. Um bom seguro oferece uma antecipação de dinheiro para os gastos urgentes.

Gastos Pessoais

• Danos nas malas.
As coberturas de perda de malas são geralmente insuficientes para os clientes. Portanto, é conveniente fazer um pequeno inventário das malas para controle pessoal antes do início da viagem. É importante estar atento aos itens no que se refere aos OBJETOS ESPECIAIS.
Se estiverem cobertos os OBJETOS DE VALORES ESPECIAIS como, por exemplo, relógio, aparelhos eletrônicos e joias, não é necessário separá-los. Caso contrário, leve-os na bagagem de mão. Algumas companhias excluem de sua cobertura os OBJETOS VALORES ESPECIAIS.

• Desvio ou atraso de malas.
É muito habitual um atraso na entrega de malas, que representa um grave transtorno ao viajante. E nesses casos é importante conhecer as coberturas de gastos urgentes, para não superar o valor estabelecido na hora de usar o seguro.
É recomendável levar nas bagagens de mão os remédios para evitar transtornos. Muitos dos medicamentos são encontrados facilmente em outros países, mas com dosagens diferentes.
E para finalizar, quero recomendar alguns dos seguros viagens que considero bons para quem viaja à Europa. Dentro das ponderações acimas feitas, são os melhores que temos no mercado. Tome nota:

• Mondial Assistance
• ERV ( Ergo Group)
• Allianz
• AXA Assistance

Espero que nossas dicas sejam úteis!

O BLPM, Blogueiros de Língua Portuguesa em Madrid é composto por 8 membros e 10 blogs todos eles escritos em português. Falamos das nossas aventuras na cidade de Madrid e também pelo mundo. Vem viajar connosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *