Quanto custa viver em Madrid?

Compartilhar
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

Post por Camila Levy, autora do blog Consulado de Ca

Uma amiga brasileira e seu marido foram convidados para vir trabalhar em Madrid – ao mesmo tempo, para empresas e áreas diferentes! Sorte? Coincidência? Alinhamento de astros? Tudo ao mesmo tempo?

Muita gente estaria saltando de alegria e sem pensar duas vezes no assunto sobre aceitar, mas eles tinham muito o que ponderar. Primeiro, eles têm casa própria, dois carros na garagem, uma filha adolescente, duas cachorras… e uma vida “normal” em uma cidade do interior de São Paulo. Os dois ganham bons salários no Brasil e passam férias no exterior todos os anos.

Quando eles receberam a cifra do salários, deram um passo pra trás. E eu entendi, pois quando me falaram a cifra do meu salário, na época, eu também achei pouco e pensei que ia passar frio e fome na Zoropa… Eu estava redondamente enganada e eles também. Então fiz o que pude pra explicar como viver aqui – e confortavelmente – é bem mais simples e  barato do que viver no Brasil.

Foto: Creative Commons

Isso gerou a ideia para este post, e convidei azamiga do BLPM para dar seu pitaco – cada uma de nós tem seu estilo e sua realidade.

Assim que, cabeça aberta e vamos discutir esse assunto!

A mania brasileira de ostentar

Foto: Creative Commons

No Brasil nós temos uma mania terrível de ostentação! Queremos casa própria, empregada, carro na garagem, almoço no restaurante, churrascaria no domingo etc e tal…. aqui o estilo de vida é bem mais simples, e já comentamos sobre isso em outros posts (tanto do BLPM como nos blogs pessoais).

Os preços dos alugueis, em 2017, ainda são considerados mais vantajosos do que os preços das hipotecas. Então muita gente decidiu até sair da sua própria casa para viver em outra alugada um pouco maior, e alugar a sua própria para que as contas ficassem menos pesadas.

Carro, pra quê? Se o transporte público funciona tão bem? E o que dizer da saúde pública, considerada melhor do que muitos seguros de saúde? Remédios? Três vezes mais baratos. Serviços de telefonia celular e internet – funcionam dez vezes melhor e não custam os olhos da cara.

Então, se você tirar da sua conta os custos com carro, seguros mil, remédio, serviços, etc e tal, no fim vai ver que o custo de viver em Madrid é bem melhor do que o custo de viver numa cidade média do Brasil, como Campinas, e infinitamente menor do que viver em São Paulo.

Tá! Mas o Euro vale mais do que o Real..

Ok. O Euro vale 3 vezes mais do que o Real… então tudo é 3 vezes mais caro? Não! E é muito difícil explicar isso, mas eu vou tentar. Lembra aquela velha história do “quem converte não se diverte”? Aqui será o mesmo caso. Esqueça quanto vale o Euro, mas não esqueça o quanto o custo de alguma coisa impacta no seu orçamento.

Digo por causa própria. No Brasil nós dois (meu marido e eu) trabalhávamos e não tínhamos um salário ruim. Mas era tanta conta pra pagar, que o fim do mês chegava curto… Eu tinha que escolher que fim de semana sair, comprava tudo em 10 vezes no cartão de crédito, gastava R$ 30,00 para almoçar e achava normal. E não tinha o mínimo costume de viajar para o exterior se não fosse a trabalho.

Salário mínimo e custo de vida

Foto: Creative Commons

Pense que o salário médio aqui são 1000 € por mês! E as pessoas pagam seu aluguel, suas contas, vão no mercado, no cinema e saem no fim de semana, com este dinheiro. Ainda por cima juntam uma graninha pra viajar todo ano – seja para onde for. Quanto custa uma passagem aérea no Brasil/para outros locais do Brasil? R$ 800? Aqui custa 50 € e você vai de avião, ou trem ou ônibus, já que as distâncias são bem menores, e você já está na Europa!

Agora pense: o que você faria no Brasil, com R$ 1000? É nesse ponto que eu quero chegar! Aqui seu dinheiro rende mais, pois os preços são mais justos e as pessoas não precisam gastar tanto para ter uma vida confortável.

Custo de vida em Madrid

Conforme comentei antes, aqui segue uma lista de preços médios de Madrid, para que vocês possam ter uma base de quanto é o custo de vida por aqui:

Gasto Média (calculados para 1 ou 2 pessoas na mesma casa)
Aluguel de apartamento por m2 Depende do bairro, pode ser entre 10-20 €/mês. Houve um aumento nos últimos meses e todos estão comentando que está cada vez mais caro viver em Madrid
Conta de energia (também para cozinhar) 70-140€ a cada dois meses – Depende se a casa tem calefação elétrica e isso deixa tudo mais caro
Conta de gás (aquecedor de água e calefação) 45-80 € a cada dois meses – Depende se a calefação é a gás, fica mais caro no inverno
Conta de água 40-50 € a cada dois meses
Internet + Telefone + TV 60 – 80 €/mês
Telefone celular (GB + minutos) 15 – 30 €/mês
Comida em casa 100-250 €/mês com mercado e varejão
Almoço durante a semana Muita gente leva comida de casa, mas custa ao redor de 10 € a refeição completa (2 pratos + pão + bebida + sobremesa ou café)
Jantar fora ou baladinha 15-20 €/pessoa em um lugar normal… 30-40 € se for um local mais carinho.
Shows 50-90€ dependendo do show
Bons drinks 8-10 € (destilados)
Saúde pública Grátis!
Seguro-saúde 35-50 €/mês com direito a dependente
Corte de cabelo 15 – 70 € com lavagem e secador – sim, aqui se cobra separado. Depende do bairro e do tipo de salão
Transporte público 54 € o abono de transportes de Madrid e 132 € para quem vive fora da zona A
Academia 40 € por mês
Diesel 1,10 – 1,20 €/litro
Viagens ao Brasil Cerca de 800 € no voo de ida e volta. Na promoção pode sair por 650 €.
Viagens a Portugal: 150 € por passagem de avião (É possível ir em carro, ônibus e trem, mas o tempo que demora muitas vezes não compensa)
Viagens pela Europa (de avião e com hotel) Ao redor de 200-300 € por pessoa já é possível passar uns 4-5 dias bem divertidos! Depende da cidade e da época!
Bicicleta pública 15 €/ano
Ração Royal Canin 20 € o pacote de 2 kg
Areia para gato 10 € o pacote de 2 kg
Consulta do veterinário 30-50 € quando precisa
Remédios para alergia 4-10 € quando precisa
Faxina 10 €/hora
Lata de Guaraná 1 €
Feijoada completa! 15 €/pessoa
Rodízio 20 €/pessoa

Como muita gente comentou sobre o tema do aluguel, deixo um parágrafo a mais para esclarecer: Um apartamento de 40 m2 na região mais central (em Atocha, por exemplo) pode custar ao redor de 600 €, enquanto esse mesmo valor paga um apartamento de 70 m2 numa região mais afastada do centro (em Quintana, por exemplo). Depende muito do local, condições do aluguel, tipo de casa, se tem garagem ou não, piscina etc e tal. Para mais informações sobre aluguel, existem dois posts bacanas sobre o assunto:

Os custos postados aqui refletem a realidade de pessoas jovens que vivem sozinhas, ou casadas sem filhos, com média de 30 anos de idade. Estamos abertas a discutir este assunto e incluir novos custos e valores. 

Camila Levy é brasileira, agrônoma e vive em Madrid. No blog Con Su Lado de Ca, ela compartilha informações a expatriados que querem viver aqui e dicas de boa convivência.
Compartilhar
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

16 comentários sobre “Quanto custa viver em Madrid?

  1. O aluguel está certo sim, li errado. Mas ou seja com o salário médio de mil euros não se vive em madri com uma familia , pois o aluguel de uma casa de 140 metros quadrados é por volta de 1.600 euros…ou seja para viver bem o casal tem que ganhar no mínimo uns 4 mil euros por mês . abs

    1. Olá Roberto, você tem razão no seu comentário, mas lembre-se que estamos falando sobre preços calculados para máximo 2 pessoas, não uma família. E os 1000 euros também seria renda pra uma pessoa, não uma família. Obrigada por comentar!!

  2. Em geral está tudo certo, porém acredito que alguns valores não batem, como os: telefonia móvil, e talvez o aluguél, acho que custa um pouco mais, claro se tratando do bairro, talvez por Vallecas, ou Carabanchel seja isto… Depende, mais sim estou de acordo, no meu ponto de vista, vale muito apena viver na Espanha, o problema é conseguir um emprego, não sei como se encontra a situação atual, voltei para o Brasil em 2014 no auge da crise econômica. Boa matéria, parabéns!

    1. Olá, na verdade fizemos uma média de preços que pagamos aqui, entre 5 pessoas. E a maioria mora numa região mais central. Estou revisando o tema do aluguel, porque está bem controverso! Aqui segue um pouco complicado a questão do emprego, mas não impossível. De qualquer maneira, ter os documentos em dia é essencial para poder se candidatar a boas vagas! Obrigada pelo comentário!

  3. Olha, estou achando muito baixo esses valores de contas de luz, água e gás. Movo eu e meu esposo e pagamos mais que isso. E temos planos com tarifas bem econômicas. A ultima conta de luz, por exemplo foi 98 euros por 2 meses em um AP de 47 m2. Nossas lâmpadas são led, a geladeira categoria A, não passamos roupa em casa e a calefação é a gás.
    A conta de gás por causa do inverno deu 163 euros por 2 meses…. (água e calefação).

    1. Olá Vera! Obrigada pela sua contribuição! Como comentei no post, esses são os valores médios do ano, de 5 pessoas do BLPM. Entendo que no inverno isso pode subir sim! Um abraço!

  4. Parabéns pelo post e obrigado por compartilhar. Sou casado e trabalho na área de TI a mais de 20 anos e estou buscando oportunidades de trabalho fora do Brasil. Já me candidatei a vagas na Espanha, mas por enquanto nada.

    Obrigado mais uma vez por compartilhar.

  5. Obrigada pelo post. Estou na mesma situação da sua amiga, meu marido recebeu uma proposta e bao sabemos se vamos e deixamos nossa casa carro etc ou não. O maior medo é o aluguel q patece ser bem carinho. Temos um bb de 6meses por isso nao da pra morar em qq lugar

    1. Olá Priscila! O aluguel parece ser caro, porém o custo de vida é bastante mais baixo, dependendo de onde vc more no Brasil. Vocês estão com uma ótima oportunidade de ter uma vivência internacional, e poder viver numa cidade muito tranquila e bonita! Além de divertidíssima para adultos e crianças! Pense bem na idéia! Temos vários casos de pessoas que trouxeram famílias numerosas ou decidiram ter filhos aqui e estão muito contentes. Busque pessoas com quem conversar sobre outras experiências – por exemplo a Juliane do Mel a Mil pelo Mundo

  6. Olá , parabéns pelo blog….Tem me ajudado muito.
    Gostaria de ajuda com algumas dúvidas…gostaria de aplicar ao visto como investidor ou viver de renda. Sou casado e tenho dois filhos pequenos (5 e 8)…Uma renda mensal de 5.000euros é suficiente para se viver com tranquilidade na Espanha? Aluguel de uma casa, não necessariamente em grandes centros mas em local com escola de qualidade (talvez do tipo centro concertado), plano de saúde privado e os demais custos.
    Temos uma vida bem tranquila e simples e a grande motivação para a mudança é garantir tempo e qualidade com nossos filhos, segurança e educacao.
    Desde já te agradeço

    1. Obrigada Rafael! Olha, como sempre, tudo depende de onde você quer viver, cidade, local etc. Se quer um carro ou vai usar mais transporte público, se gosta de comer em casa ou na rua… Eu te diria que 5.000 Euros é um mega salário para viver em Madrid com a sua família. Mas se você escolher pagar 2.500 euros de aluguel numa casa no centro, pode ser um pouco justo! Escola de qualidade tem, saúde tem, inclusive as públicas! E muita segurança… isso é o melhor de tudo!
      Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *