De volta do analógico: fotografia

No começo do verão, Paco e eu compramos uma máquina fotográfica analógica e alguns rolos de fotografia branco e negro. Foi bem legal voltar ao mundo das fotos que precisam ser reveladas para curtir o resultado. Assim como acontece com o vinil, Madrid também tem seus lugares para os aficionados à fotografia.

Mova velha Nikon

Em Madrid, está cada vez mais fácil comprar acessórios e principalmente os negativos. Grandes marcas, como Fuji, nunca deixaram de produzir rolos e a oferta de filmes coloridos, em preto e branco e em 35mm é cada vez maior. Um filme Fuji C200 de 24 para fotos coloridas pode ser encontrado a partir de $2,50.

Eu gosto muito de duas lojas: Fotocasion e Fotoganga. As duas ficam na região do centro, perto de onde está o Rastro aos domingo e feriados. A Fotocasion é grande, dividida em setores de interesse, como revelado, filmes ou marcas, e conta com pessoal especializado. Os funcionários sabem te recomendar e sugerir produtos, mesmo aos que não entendem muito de fotografia analógica. Foi lá que compramos os líquidos para fazer o revelado em casa. Fotoganga é um pouco menor e como o nome diz pechincha (ganga) é o forte deles.

Para quem gosta e não abre mão do digital mas quer fotos com o toque vintage, vou dar duas ideias. A primeira encanta a criançada e a segunda pode ser um ótimo souvenir e vai deixar toda a família feliz.

  1. Máquina descartável e/ou câmera instantânea

A primeira categoria pode ser conhecida também como câmera de um único uso. Muitas delas são à prova de água, boas para levar para praia ou piscina. São resistentes, ótimas para deixar na mão das crianças sem ficar preocupado em perder ou quebrar. O preço varia entre 12 a 18 euros. A maioria vem com 24 fotos. Os poucos inconvenientes são ter que revelar as fotos só depois e segurar a ansiedade infantil para ver as fotos.

O segundo tipo de máquina é uma moda, um revival das primeiras polaroids, uma febre que também nos contagiou. O interesse crescente por ter a fotografia na mão nada mais fazer o disparo fez com que várias outras marcas lançassem suas próprias maquinas. Nós temos uma Fujifilm Instax Mini 90 Neo Classic com espelho para fazer selfie – ótimo para ter certeza que estamos todos dentro do marco, afinal não tem como deletar as fotos. Usamos em encontros como amigos e celebrações familiares, fazemos as fotos e distribuímos no final. Acho que uma maneira carinhosa de deixar marcado cada encontro.

Instantâneas com a Angela
  1. Impressão de fotos como postal

Algumas lojas de fotografia e grandes armazéns como o El Corte Inglés e a Fnac contam com “fototerminal”, uma máquina grande de impressão digital de fotografias. Com a tua câmera digital ou cartão de memória ou até mesmo o telefone celular é possível imprimir fotos ao momento. O legal dessas maquinas é personalizar as fotos, colocar margens diferentes, alguns efeitos, álbuns e calendários. Acho que também é possível fazer da foto um cartão de aniversário ou outra comemoração. Existe um formato de cartão postal. Imagina que bacana enviar a família uma foto tua na frente do palácio real de Madrid pelo correio?

Bonus: Fotomaton

Já que estou contando algumas formas ter fotos diferentes, tinha que falar dos “fotomaton” que estão espalhando por toda Madrid e existem várias nas grandes estações de metrô. Fotomaton é uma cabine para fazer fotos. O principal serviço delas é te dar no momento fotos do tipo 3×4 ou outro formato para documentos. E claro que existem maneiras de deixar tua foto divertida. Pode ser uma lembrança divertida e diferente em Madrid!

#tecnotron #mobileprint #imprimefotosdesdeinstagram

A post shared by Tecnotron S.A. (@tecnotron.es) on

Informações:

Fotocasion

Onde: Calle de la Ribera de Curtidores, 22, 28005 Madrid
Quando: 2af a 6af de 10h00 às 14h00 e das 16h30 às 20h30. Sábado e domingo das 10hh00 às 14h00.

Fotoganga

Onde: Ronda de Toledo, 36, 28005 Madrid
Quando: 2af a 6af de 10h00 a 13h30 e de 17h00 as 20h30. Sábado e domingo de 10h00 as 14h00.

Fotomaton

Metro Sol, Vestibulo, L2
Puerta de Sol, s/n 28013, Madrid

Metro Callao, Vestibulo
Plaza de Callao, 5

Sandra Brocksom é do interior de São Paulo e veio morar em Madrid por amor a um espanhol. Ela acabou se apaixonando também pela cultura, gastronomia e história madrilenha e espanhola. Ela conta suas experiências no blog Sandra B Em Madrid.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *