Museu Sorolla: uma casa-museu encantadora

Segundo o Tripadvisor, o Museu Sorolla está em 3º lugar dos pontos turísticos imprescindíveis de Madrid e foi um dos vencedores do 2015 Traveller´s choice. A palavra mais usada pelos usuários do Tripadvisor para descrevê-lo é “surpresa”, agradável e bela surpresa”. E claro que eles têm toda razão!

foto 01 Sorolla entrada

Talvez por ser uma casa, talvez por seu jardim, talvez pela leveza e luz das pinturas do Sorolla e, com certeza, pelo belo conjunto desses elementos, o pequeno museu só pode ser qualificado assim. Cada vez que vou, meu encanto só aumenta e saio de lá iluminada.

foto 02 SorollaCasa e Pátio Andaluz

O edifício, construído em 1910, é um dos poucos palacetes da zona do Paseo de la Castellana que resistiram. Foi a residência do pintor Joaquin Sorolla y Bastida e sua família em Madrid. Sorolla participou ativamente no projeto, desenho e construção de sua casa. Por sua importância arquitetônica merece a visita.

foto 03 Sorolla

Na parte da cozinha está uma coleção de louça e cerâmica. No andar principal se caminha pela sala de receber, de jantar e de estar, admirando paredes e esculturas e imaginando como seria passar uma tarde de sol naquele tempo. Ao lado, três grandes cômodos são dedicados à sua coleção. São amplos estúdios com luz central e natural. As paredes das salas II e III mantém a mesma cor vermelha original, essa cor era frequente em estúdios e em museus da época, muito favorecedora às pinturas. No andar superior está a coleção temporal que costuma ser temática.

foto 04 Sorolla foto 05 Sorolla

A linda casa está cercada por um jardim que é a síntese de um “pátio andaluz” como azulejos e muitas jardineiras, com arcos, colunas e pórtico, e com caminho de água e fonte. No verão se agradece por trazer um pouco de frescor. Nas outras estações o pátio não perde sua beleza, é um oasis urbano.

foto 06 Sorolla

foto 07 Sorolla

Pintura

Além de poder ver os detalhes da vida cotidiana em família também se pode apreciar o processo de criação do pintor. Ali está a maioria dos objetos usados por ele. Também está a maior e mais representativa parte de sua obra.

foto 08 Sorolla

Seja pela linda série de cenas de praia, seja pelas pinturas sobre o cotidiano popular, quase folclórico, Joaquim Sorolla é considerado o pintor da luz mediterrânea que soube como ninguém plasmar em telas.

foto 09 Sorolla

“El caballo Blanco” é uma das cenas de praia. Transmite um pouco da liberdade e inocência que todos querem que a infância tenha. Foi pintado na praia de El Cabañal de Valencia, onde Sorolla e a família passaram vários verões.

Foto: Wikipedia
Foto: Wikipedia

A grande musa do Sorolla é sua mulher, Clotilde. É um amor sereno plasmado em várias pinturas ao longo dos anos. São muitos quadros, meu favorito é “Madre”.

foto 10 Sorolla

Está fora do triângulo dos grandes museus e vale a pena pôr na lista o que fazer em Madrid, como bem sabem os do Tripadvisor.

Museo Sorolla

Onde: Paseo del General Martínez Campos, 37.
Metro: Iglesia (linha 01), Rubén Darío (linha 05) ou Gregorio Marañón (linha 07 e 10)
Horário:  3af a sábado das 9h30 às 20h00.
Domingos e feriados das 10h00 às 15h00.
2af: fechado
Ingressos: 3 euros
Entrada gratuita: aos sábado a partir das 14h00 e domingos

Sandra Brocksom é do interior de São Paulo e veio morar em Madrid por amor a um espanhol. Ela acabou se apaixonando também pela cultura, gastronomia e história madrilenha e espanhola. Ela conta suas experiências no blog Sandra B Em Madrid.

Um comentário sobre “Museu Sorolla: uma casa-museu encantadora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *