Planos grátis em Madrid aos domingos

Se alguém me perguntasse qual é o melhor dia da semana para visitar Madrid, eu responderia sem nenhuma dúvida que é o domingo, especialmente nos meses de temperatura agradável em que o clima permite aproveitar as terrazas tomando o vermute, tradicional aperitivo madrileño. Além disso, este dia da semana oferece várias opções culturais gratuitas e neste post seleciono cinco planos grátis em Madrid aos domingos, para que seu dia seja aproveitado ao máximo sem gastar nada!

  • Mercado do Rastro

Como já contamos neste post, o Rastro é o maior mercado de rua da cidade e acontece apenas aos domingos e feriados. Nele você pode encontrar desde roupas até acessórios para a casa, jogos de videogame, sapatos, etc. Além do Rastro em si, vale a pena passar pelas lojas que estão ao seu rodar e provar algo nos bares e restaurantes do bairro. Como acontece até as 15 horas, um passeio pelo Rastro pode ser uma boa opção para começar o dia.

Foto: Camila Levy

Meu museu favorito em Madrid tem entrada gratuita aos domingos, a partir das 13:30 até o fechamento, às 19 horas. A desvantagem é que nem todo o museu fica aberto neste horário e, da coleção permanente, só é possível ver as obras do período que vai de 1900 a 1945. Por sorte, esta é a parte mais interessante da coleção do museu, com obras de Picasso (como Guernica), Dalí, Miró, entre outros.

Dica: todo os outros dias da semana, exceto às terças, quando não abre, o museu tem entrada gratuita entre as 19 e 21 horas.

Demorei muito para visitar este museu e foi uma surpresa muito agradável! A Casa-Museu de Sorolla é um belíssimo palacete do início do século XX onde o pintor residiu e que atualmente guarda grande parte de sua produção. Apesar de sua entrada ser barata (3€), se você está fazendo uma viagem com orçamento reduzido, pode visitá-lo aos domingos para não gastar nada.

Jardim do Museu Sorolla

Outra das grandes surpresas, o Museu Cerralbo é um palacete impressionante do século XIX, onde residiu o marquês Cerralbo. Grande parte do mobiliário da residência da época foi mantido e é impossível não ficar imaginando como seria viver naquela época. Além disso, há várias obras de arte, já que o marquês era colecionador.

Os ingressos custam 3€, mas aos domingos a entrada é gratuita. A localização desse museu é ótima: ele está entre a Plaza de España e o Templo de Debod.

Se você não se importa em se deslocar do centro até a zona norte da cidade, uma ótima pedida é o parque El Capricho, criado no século XVIII pelos duques de Osuna. O parque tem diversos jardins e algumas construções curiosas, como um cassino de baile, fontes, uma casa de abelhas e o belíssimo Templete de Baco.

Esse parque também guarda um grande “segredo”: um bunker da época da Guerra Civil. Infelizmente, o bunker só pode ser visitado com reserva e já não há mais vagas para as visitas previstas para acontecer nesta temporada. Mas mesmo sem entrar no bunker, a visita ao parque vale a pena.

Com entrada gratuita, ele abre apenas aos sábados e domingos e é mais tranquilo que o Parque do Retiro, por exemplo. Detalhe: é proibido levar comida pro Parque El Capricho.

Se você quer fazer compras, outras ótimas opções aos domingos são os mercadillos (feirinhas), que costumam acontecer uma vez por mês. Fique de olho na agenda da cidade para saber qual deles está programado para o domingo em que você estiver em Madrid e aproveite!

Mercado de Motores

Caso você conheça mais planos gratuitos aos domingos, deixe nos comentários!

Larissa Andrade é jornalista, paulista e apaixonada por Madrid, onde mora desde 2011. No blog “Esto es Madrid, Madrid” conta suas experiências e dá dicas sobre a cidade, enquanto no”Be My Beer” fala sobre o mundo da cerveja artesanal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *