Plaza de Pontejos

Bem no burburinho de Madrid está uma praça quase tranquila que tem a loja mais tradicional para comprar aviamentos, rendas, lãs, novelos, costura, fita, bordado, linhas e agulhas. Sabe aquele botão daquela jaqueta? Lá pode estar, na Plaza de Pontejos.

O que mais me fascina na Plaza de Pontejos é que ela está tão no coração de Madrid, faz tão parte do cotidiano apressado dos seus habitantes que quase não damos a atenção que ela merece. Esse post é para deixar a pressa de lado e perceber outro movimento da cidade e seus moradores.

A Plaza Pontejo está ao lado da Real Casa de Correos e é um ótimo “atalho” para chegar à Plaza Mayor sem ter que passar pelo mar de gente que normalmente percorre a Calle Postas. Foi com o Paco que fiz esse caminho pela primeira vez. Ao ser levada por ele, eu senti como se tivesse entrando em um labirinto medieval, um caminho secreto entre ruas antigas e desconhecidas. Fiquei super encantada com atmosfera de mistério, talvez também porque era inverno. Mas, muito pelo contrário, a Plaza Pontejo é muito mais cheia de vida do que minha ingênua primeira imaginação me fez crer. Nada como passar de novo pelo mesmo lugar para ter novas e outras impressões, não é?

Música em Pontejos

A post shared by Sandra Brocksom (@sandrabrocksom) on

Agora quando passamos por lá o ritmo da caminhada muda, fica mais lento. O que eu adoro fazer é admirar as vitrines. Para mim, são as vitrines mais lindas de Madrid porque usam e abusam de coisas da cultura tradicional, quase folclórica para encher nossos olhos. Da última vez que passei por lá, as vitrines estavam assim com chapéus, tocados (fascinator).

Vitrine da Plaza de Pontejos.

A post shared by BLPM (@blpmadrid) on

Essas são as vitrines dos Almacenes Cobián S:A., que têm mais de 1200 m2 no número 02 da Plaza de Pontejos. Segundo a loja, são mais de 35.000 referências do mundo dos complementos, desde cristais de Swarovski até detalhes para biquínis e maiôs e, lógico que também tem muitos e vários tipos de tecidos e telas. Ao lado no número 01 da mesma praça está a Tejidos del Centro, especialista em tecidos para decoração e casa, tecidos para roupas de adultos e crianças e também para fantasias e artesanatos. Com certeza, nessas duas lojas encontramos tudo para estar na moda ou criar a própria tendência.

Para mim, é a loja centenária Armazén de Pontejos que concentra todos os olhares. Aos sábados está sempre muito cheia, jovens e senhoras disputando o espaço e a atenção dos vendedores, trocando “receitas” de tricô e bordados e dando palpites no trabalho DIY das outras. São novelos, lãs, passamanarias, fivelas, armações para bilros, caixas de costura, presilhas, alfinetes de todos os tipos e contas que ocupam três andares de 450 m2.

O Armazén de Pontejos foi fundado em 1913 e está sendo gerenciado pela quarta geração da família. Todo um êxito familiar. Talvez todo esse sucesso conseguido por eles e as outras duas lojas se dá porque eles estão sempre em busca de renovação sem perder o encanto do passado. Tanto é assim que as lojas contam com site para compras online e promovem cursos e aulas de punto, ganchillo y patchwork (tricô, crochê e patchwork), além de continuarem a atender como manda a tradição.

Sandra Brocksom é do interior de São Paulo e veio morar em Madrid por amor a um espanhol. Ela acabou se apaixonando também pela cultura, gastronomia e história madrilenha e espanhola. Ela conta suas experiências no blog Sandra B Em Madrid.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *