Morei na Espanha e voltei ao Brasil: leitores contam do que sentiram saudade

No post de hoje alguns dos nossos leitores que moraram aqui na Espanha, em diferentes circunstâncias e em diferentes momentos, contam o que mais sentiram falta quando voltaram para casa depois de uma temporada por aqui.

Continuar lendo

Paula Amaro é apaixonada por viagens e por descobrir lugares novos, seja em Madrid, seja no Brasil ou qualquer outro lugar do mundo. No seu blog “BiteMeMad” compartilha dicas sobre restaurantes. Paula foi uma das criadoras do BLPM e fez parte do grupo durante mais de 2 anos.

Desmistificando a vida na Europa: nossa experiência na Espanha

Plaza Mayor de Madrid

Muitas pessoas aspiram a grandes mudanças em suas vidas e, nesse processo, uma vida em um país mais desenvolvido surge como uma opção. De alguma forma até ingênua, no imaginário de muitos de nós brasileiros a vida na Europa parece cheia de encantos, como se fosse um paraíso em que todos os problemas desaparecem. Isso é um mito e é exatamente buscando contribuir com essa desmistificação que surge esse texto. Não são linhas de desencanto ou de reclamações, pelo contrário: estamos aqui por escolha pessoal e por uma série de razões, inclusive profissionais, que nos trouxeram a Madrid. E não estamos arrependidos de nossas escolhas, apenas queríamos contar de forma realista um pouco do que é esse processo.

Continuar lendo

O casal de brasileiros Diego e Martina vive em Madrid desde 2016 e adora realizar uma “escapada” para conhecer outras paisagens e para ver o mundo de outra perspectiva. No blog The Get Away compartilham muito sobre Madrid e a Espanha, além de relatos e reflexões sobre o encontram pelo caminho e pelas viagens que fazem “around the world”.

Quanto custa viver em Madrid?

Uma amiga brasileira e seu marido foram convidados para vir trabalhar em Madrid – ao mesmo tempo, para empresas e áreas diferentes! Sorte? Coincidência? Alinhamento de astros? Tudo ao mesmo tempo?

Muita gente estaria saltando de alegria e sem pensar duas vezes no assunto sobre aceitar, mas eles tinham muito o que ponderar. Primeiro, eles têm casa própria, dois carros na garagem, uma filha adolescente, duas cachorras… e uma vida “normal” em uma cidade do interior de São Paulo. Os dois ganham bons salários no Brasil e passam férias no exterior todos os anos.

Quando eles receberam a cifra do salários, deram um passo pra trás. E eu entendi, pois quando me falaram a cifra do meu salário, na época, eu também achei pouco e pensei que ia passar frio e fome na Zoropa… Eu estava redondamente enganada e eles também. Então fiz o que pude pra explicar como viver aqui – e confortavelmente – é bem mais simples e barato do que viver no Brasil.

Foto: Creative Commons

Isso gerou a ideia para este post, e convidei azamiga do BLPM para dar seu pitaco – cada uma de nós tem seu estilo e sua realidade.

Assim que, cabeça aberta e vamos discutir esse assunto!

Continuar lendo

Camila Levy é brasileira, agrônoma e vive em Madrid. No blog Con Su Lado de Ca, ela compartilha informações a expatriados que querem viver aqui e dicas de boa convivência.

Quando é a hora certa de morar fora?

Tomar a decisão de morar em outro país é algo muito difícil. A gente pensa em todos os desafios que encontraremos vivendo no exterior, como língua, cultura e clima diferentes, além das dificuldades que representa estar longe da família, dos amigos e da nossa zona de conforto. Mas, além disso, sempre surge a pergunta: quando é a hora certa de morar fora?

Na verdade, esse momento “mágico” parece nunca chegar. Você sempre vai pensar “mas tenho um trabalho estável”, “conheci alguém e acho que pode funcionar se eu ficar”, “minha avó já está velhinha e talvez precise de mim”, “vou perder o crescimento dos meus sobrinhos ou o casamento da melhor amiga”, “e se eu quiser ter filhos, como vou fazer isso longe da minha família?”. A lista de poréns é infinita, por isso minha resposta é: nunca existe o momento ideal.

Isso significa que devo fazer as malas e ir agora? Claro que não! Se planejar ainda é a melhor maneira de evitar frustrações, mas não espere a hora perfeita. Nesse post, eu e minhas amigas do BLPM falamos das vantagens e desvantagens de vir sozinha, só com o marido, para ficar com o namorado espanhol, vir com a família completa ; e também de vir como estudante, para tentar a sorte, a trabalho. Esses depoimentos vão mostrar que na maioria das vezes vale a pena seguir em frente, mesmo diante de tantos desafios.

Continuar lendo

Larissa Andrade é jornalista, paulista e apaixonada por Madrid, onde mora desde 2011. No blog “Esto es Madrid, Madrid” conta suas experiências e dá dicas sobre a cidade, enquanto no”Be My Beer” fala sobre o mundo da cerveja artesanal.

Hábitos e costumes espanhóis que incorporamos nas nossas vidas

Post por Manaira Araújo, autora do blog Manaira Araújo

O modo de vida do Brasil e da España são bem diferentes. A Cris Pacino já falou sobre o que os brasileiros mais gostam em Madrid e a Juliana Bezerra contou o que mais sentimos falta ao mudar de Madrid. O fato é que vivendo aqui, acabamos incorporando vários hábitos e costumes espanhóis, sendo que, se fôssemos voltar para o nosso país ou mudar para outro, seria difícil viver sem alguns deles.

hábitos e costumes espanhóis

Confira os hábitos e costumes espanhóis que já fazem parte da nossa vida e que gostaríamos de levar para nossos países de origem ou para outro lugar se tivéssemos que nos mudar.

Continuar lendo

Manaira Araújo é uma jornalista apaixonada por marketing e turismo. No seu blog compartilha suas experiências pessoais e profissionais em Madrid e no Brasil.

Como evitar que as crianças fiquem doentes durante o inverno madrileño

la-foto-1

O mês de novembro em Madrid é para muitos pais um mês de poucas horas de sono. Não só chega o frio, mas também há um aumento de contaminação na cidade. O ar, que já é seco, fica de péssima qualidade. E com isso, aparecem as doenças respiratórias, resfriados, etc. Ou seja, o pesadelo dos pais.

Para passar um inverno sem muitos traumas e longes das salas de urgência, deixo algumas dicas preventivas:

Continuar lendo

Paula Amaro é apaixonada por viagens e por descobrir lugares novos, seja em Madrid, seja no Brasil ou qualquer outro lugar do mundo. No seu blog “BiteMeMad” compartilha dicas sobre restaurantes. Paula foi uma das criadoras do BLPM e fez parte do grupo durante mais de 2 anos.