Qual o melhor meio de transporte para viajar pela Espanha?

A maioria dos brasileiros que vem a Madrid a turismo não fica só na capital espanhola. Como a passagem é cara e a viagem é longa, o mais comum é que a viagem inclua outros países da Europa e/ou outras cidades da Espanha. Para quem vai ficar em território espanhol, surge a pergunta: é melhor viajar pelo país de carro, ônibus, trem ou avião? Como escolher o melhor meio de transporte?

trem_ave_madrid_bcn2

A verdade é que não há uma resposta única e tudo vai depender do seu destino, tempo disponível e orçamento. Nesse post vou explicar as possibilidades para que você escolha a que melhor se encaixa no seu plano de viagem:

  • Avião

Há muitas companhias aéreas low cost que operam na Espanha, tanto as mais conhecidas, como Ryanair ou Easyjet, até outras não tão populares entre os brasileiros, como a Norwegian ou a Volotea.

aeroporto espanha

A principal vantagem do avião, quando você consegue um preço baixo, é o tempo. Você vai de Madrid a qualquer ponto da Espanha em menos de duas horas. Já a principal desvantagem, no caso das low cost, é que você normalmente só pode levar uma mala pequena, de até 10 kg, e uma bolsa; senão tem que pagar para despachar, e o custo da mala despachada pode ser mais alto que o da passagem!

  •  Trem

O transporte ferroviário na Espanha é bastante popular e eficiente. Há tanto os trens “normais” quanto os AVE (alta velocidade), fazendo com que seja possível ir de Madrid a Barcelona em menos de três horas.

O trem oferece muitas vantagens: você não precisa chegar com tanta antecedência quanto no aeroporto, as poltronas costumam ser mais confortáveis, muitos já oferecem wi-fi e tomada para conectar os eletrônicos, costuma ter um bar onde dá para você tomar um café e esticar as pernas e o limite de bagagem é bem mais alto que nos voos da cias low cost.

Cafeteria do trem AVE
Cafeteria do trem AVE

Por outro lado, a principal desvantagem costuma ser o preço, especialmente para os AVEs, que podem chegar a custar três vezes mais que uma passagem de avião. No trecho Madrid-Barcelona, particularmente, se os preços forem similares eu recomendo muito mais o trem AVE.

O trem pode ser uma opção mais confortável para quem viaja com crianças.

  • Ônibus

Todo o país está coberto por uma ampla rede rodoviária e viajar pela Espanha de ônibus é uma experiência interessante. Eu, pelo menos, adoro ficar olhando as paisagens e ver os touros na estrada! Além disso, as condições das estradas são muito boas, o que faz com que o ônibus possa alcançar mais velocidade.

viajar-de-onibus-espanha

Da última vez que viajei de ônibus, da companhia Alsa, ele contava com uma tela de entretenimento individual, com filmes, séries (disponíveis em inglês e espanhol), música e jogos, além de ter wi-fi, que não era muito estável, mas deu para quebrar um galho.

Os preços costumam variar bastante, mas com frequência há promoções e é possível ir de Madrid a Zaragoza, por exemplo, por 15€.

estradas-espanholas
Vendo o famoso touro das estradas espanholas!

Recomendo o ônibus para viagens curtas e para quem vai para uma cidade pequena que está longe do aeroporto ou não tem cobertura de trem, e sim de ônibus. Por outro lado, não recomendo se a viagem for muito longa porque pode ser cansativa.

  • Carro alugado

Alugar um carro pode ser uma boa pedida para quem viaja em família e vai a destinos não tão badalados, onde a oferta de transporte público não é tão ampla. Alugar um carro na Espanha pode chegar a ser bem barato e eu mesma consegui alugar uma vez um compacto por 15€ por dia – para saber mais sobre como funciona o aluguel de carro, não perca este post.

Recomendado para quem gosta de dirigir e viaja com companhia, para amortecer os custos. Lembrando que a qualidade das estradas é boa, mas os pedágios costumam ser caros.

• Carpooling (carro compartilhado)

Na Espanha, dividir o carro se tornou uma maneira bem comum de viajar. O dono do carro reduz os custos da viagem ao levar outra pessoa, que normalmente paga bem menos do que pagaria em uma passagem de trem ou ônibus, e contando com uma certa flexibilidade, já que muitas vezes o motorista topa te deixar bem perto do seu destino final.

Sem dúvida, a grande vantagem é o preço, mas também destacaria o fato de que, para muitos destinos, é fácil encontrar carros saindo em diferentes horários do dia, o que facilita para quem não pode ir muito cedo ou muito tarde. Já a desvantagem é que o motorista pode não ser tão simpático quanto você gostaria – ou ser extremamente falante a ponto de te cansar depois de meia hora de viagem.

Quanto à segurança, esse não é um problema. Tudo é feito através de um site (o mais famoso é o Blablacar), no qual você pode ver a avaliação que outros viajantes deixaram daquele motorista.

Como pesquisar o melhor preço?

Ok, agora que você sabe que existem todas essas opções e quais são as vantagens e desvantagens de cada uma, como pesquisar a que oferece o melhor preço sem ter que entrar em vários sites diferentes?

A boa resposta é que você pode entrar só em um site. No site Gopili é só você colocar a sua origem, destino e data da viagem e ele te mostra quanto custa a viagem de trem, ônibus, avião e com carro compartilhado.

Se você quiser saber qual é a melhor opção para cidades próximas a Madrid, perfeitas para fazer um bate-volta, você pode ler esse post.   E se você tem alguma sugestão ou quiser compartilhar sua experiência com um desses (ou outro) meios de transporte, deixe o seu comentário!

Larissa Andrade é jornalista, paulista e apaixonada por Madrid, onde mora desde 2011. No blog “Esto es Madrid, Madrid” conta suas experiências e dá dicas sobre a cidade, enquanto no”Be My Beer” fala sobre o mundo da cerveja artesanal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *