Dia das Mulheres: brasileiras empreendedoras em Madrid

Texto atualizado em 06/03/2020 por Martina Carvalho

Existem muitas brasileiras em Madrid. Cada uma com sua história, suas lutas e suas vitórias. É difícil encontrar uma brasileira que mora em Madrid e que não tenha passado por dificuldades (saudades, burocracia, familiares, financeiras, adaptação… e por aí vai). Mas, no nosso dia a dia, acabamos conhecendo mulheres incríveis e determinadas, que superaram todos os obstáculos e foram além. Em homenagem ao nosso dia, selecionamos algumas amigas, mulheres brasileiras empreendedoras em Madrid, que são grandes exemplos  de vida e que também servem de fonte de inspiração para todas nós.

Cristina Pacino (São Paulo) –  Professora e empreendedora em Cris Pacino e Aqui se fala português

Acho que minha missão como empreendedora vai por aí: comunicar, trocar ideias, aprender e ajudar as pessoas a se desenvolverem por meio da aprendizagem de idiomas

Empreender é “pôr em execução ou dar início a uma tarefa, uma ação ou um empreendimento, propor-se, executar”.

Pois há exatos 10 anos eu quis mudar de setor, saí da comunicação e eventos e me joguei de cabeça no ensino de idiomas.

Me (re) formei pela Universidade de Cambridge, pus em execução um empreendimento chamado ensinar e aqui estou, feliz da vida vivendo do que adoro.

Mas nem tudo foi um mar de rosas: no começo sofri muito preconceito, porque “como assim uma brasileira vai ensinar inglês?”. Aqui na Espanha os alunos e as empresas preferem professores nativos, e foi aí que vi uma parede na minha frente.

Como conheci muitos professores, os alunos que sempre tive de inglês vieram por recomendação e e com o tempo fui ganhando meu espaço. Até hoje tenho alunos de inglês, mas…

Depois de um ano me convidaram para dar aulas de português, e foi quando eu notei o meu desenvolvimento como professora, comunicadora, agora com enfoque na educação, como criadora, e fui estudar de novo: fiz um máster em pedagogia. Fiz parte da associação de professores de português da Espanha por 2 anos e meio, criei o blogAqui se fala português”, que este ano faz 7 anos. Hoje conta com o total de mais de 70 mil visitas, e muitas alegrias e gente interessante que conheci e continuo conhecendo graças ao blog e à docência.

Mas como sou inquieta por natureza, em 2016 estando no Brasil uma amiga me pediu para dar aulas de espanhol para ela. Fizemos aulas por uns meses e tive uma ideia, como aquela lampadazinha que acende em cima da nossa cabeça!

Resultado: pesquisei, estudei, inventei e me virei nos trinta para pôr no ar um projeto grande e ambicioso, que é ensinar espanhol para brasileiros através de um curso online. Sim! tenho um curso online de espanhol!!

Depois de meses de trabalho, com muito orgulho apresento o Cris Pacino,  meu site,  que está no ar desde dezembro, onde também tenho blog e acesso às redes sociais onde estou comunicando to-dos-os-dias. Aliás, aproveitando para o jabá, se você está pensando em aprender espanhol online, deixe seu nome na lista de espera para a próxima turma.

Acho que minha missão como empreendedora vai por aí: comunicar, trocar ideias, aprender e ajudar as pessoas a se desenvolverem por meio da aprendizagem de idiomas.

Caroline Timm (Rio Grande do Sul) – CEO do Digital Timm, criadora do canal Viver na Espanha e co-fundadora do  Atividades Brasileiras em Madrid.

Sou publicitária e empreendedora. Moro há 12 anos em Madrid e desde que cheguei aqui despertei o meu lado de empreendedorismo. Comecei como professora de maquiagem, dando aula para mais de 200 meninas e depois me posicionei na área de comunicação, promovendo nas redes sociais pequenas empresas e eventos brasileiros, como o Brazilian Day. Depois deste evento nunca mais parei.

Optei por ser empreendedora por dois motivos:  primeiro porque faz parte da minha personalidade, sou inquieta e curiosa por natureza e em segundo, mas não menos importante, por conciliação familiar, já que sou mãe de três filhos nascidos aqui.

Hoje, me dedico a vários projetos: sou criadora do canal Viver na Espanha, sócia do Agora Espanhol, agências de intercâmbio e CEO do Digital Timm, minha agência de comunicação e Marketing Digital. Além disso, sou infoprodutora.

Também sou voluntária para a nossa querida comunidade Brasileira de Madrid e desde 2015  sou co-fundadora da Atividades Brasileiras em Madrid, associação sem ânimo de lucro que promove a cultura brasileira através de eventos.

Madrid é uma cidade de grandes oportunidades e há muita formação gratuita para empreender, assessoramento, networking, eventos. Além de tudo isso, é a capital da Espanha, tudo acontece por aqui. Ser empreendedora é uma grande aventura, que vale a pena viver.

Angélica Pimentel (São Paulo)  – mãe e cofundadora de POiN, la vida con niños

Ser mulher e mãe me deu mais força e coragem pra enfrentar a todas as dificuldades que surgem no dia a día.

Toda minha faceta empreendedora está vinculada ao fato de ser mãe. Coincidência ou não, foi assim. Tomei a decisão de empreender já vivendo na Espanha, há 3 anos atrás quando minha filha tinha 2 anos, mas ainda na gravidez eu já estava buscando por novos desafios. No meu 4º mês de gravidez deixei um trabalho estável decidida a buscar crescimento na minha carreira. Aí começava a germinar uma sementinha, literalmente, do que eu queria chegar a ser. Mas depois de passar por algumas empresas me encontrei com uma culpa em dobro: uma por achar que eu nao dava meu melhor pra empresa e outra porque tampouco dava dentro de casa. Tive que tomar uma decisão e o que pesou foi minha família. Foi libertador, mas também assustador; mas foi aí que de repente começaram a se manifestar as oportunidades e aparecer as pessoas que me trouxeram até aqui. Como mãe digital que sou, não entendia como era tao difícil encontrar e reservar coisas para fazer com minha filha que nao fosse o zoológico ou o cinema. E não entendia como é que haviam tantos selos de qualidade pra restaurante, queijo ou vinho, e eu ainda olhando o Google pra escolher escolinha. Uma coisa tão importante tinha que ter mais critério. E muito mais praticidade. Assim que juntamente com minha sócia Nazareth Rodrigañez, também ex-ElTenedor decidimos montar o que a gente sabe fazer melhor: digitalizar um setor e aplicar uma capa de inteligência child-friendly que me desse liberdade de escolher onde ir e onde nao ir com crianças na cidade. Assim nasceu POiN.

Hoje acho que tenho o melhor trabalho do mundo. Meu trabalho é sair com minha filha pra todo lado, para que ela prove novos parques, museus, restaurantes, livrarias por toda a cidade e me conte como é sua experiência. E não só isso, fazer possível que qualquer pai que queira possa fazer as mesma coisa, já que POiN se alimenta do que os pais avaliam. E no futuro usaremos essa inteligência para construir melhores cidades, com base ao nível de bem-estar da criança.
Por isso minha sociedade se chama Motherfounder. Nao teria sido founder se nao tivesse sido mother.

Fabiana Souza (São Paulo/Bahia) – Confeiteira em Tapioca Chill & Cocina

Frase para quem tem sonhos: tente ser a melhor no que você faz.

Nasci em São Paulo, mas minha família emigrou à Bahia quando eu era pequena. Sempre gostei de mudanças e daí surgiu a minha vinda a Madrid. Cheguei no final de 2005 e nunca imaginei que passaria  tanto tempo aqui. O Brasil é incrível – nossa cultura, nosso clima, comida e etc -, não tem igual. Mas também tem muitos problemas sociais que pesam muito, principalmente depois de ser mãe. A ideia de Tapioca Chill & Cocina surgiu com meu marido, queríamos montar algo nosso e de cozinha internacional, já que a gastronomia brasileira tem bastante influência de outros países. Adoro confeitaria e no meu restaurante posso fazer minhas criações (tortas). Hoje posso afirmar que Tapioca veio para ficar, é um sonho transformado em realidade, construído com muito trabalho, muita dedicação e muito carinho.

Ligia Maria Betti  (São Paulo) –  Dulce Madrid

Ainda há muito a fazer para o meu negócio, mas sempre vale a pena tentar um novo caminho e se reinventar a cada dia.

Quando me pedem para falar de mim, sempre começo dizendo que nasci cozinheira. As melhores histórias da minha infância foram na cozinha, entre tachos e panelas aprendendo com minhas avós. Mas a minha dedicação profissional para a cozinha não foi imediata, demorou alguns anos em ser concretizada. Eu sou tradutora e intérprete por formação e os idiomas foram uma parte importante nas minhas experiências internacionais, na América do Norte e países da América do Sul. Na minha volta ao Brasil, depois de alguns anos fora, eu passei a me dedicar totalmente à gastronomia. A Espanha entrou na minha vida de repente e de forma arrebatadora e definitiva. Estou em Madrid há quatro anos, onde trabalhei em alguns restaurantes como cozinheira e confeiteira. Retomei meus estudos em confeitaria e no final descobri uma grande vocação. Eu vejo que ter vivido em muitos países me permitiu criar um estilo próprio de fazer tortas e doces. Assim, aos meus 60 anos, acreditei na minha capacidade e decidi empreeder por conta própria com uma pequena confeitaria artesanal que leva o nome de Dulce Madrid.

Nathy Faria (Minas Gerais) – Cantora e produtora Cultural – La Otra

Acredito que emprender é uma aventura na qual você faz as malas e se prepara ao máximo, mas ao longo da viagem vai se deparando com muitas surpresas. Precisamos ser valentes para defender aquilo que acreditamos e matar muitos leões nessa jornada!

Fazia dois anos que eu tinha uma produtora em BH, trabalhava 16 horas por dia e o que ganhava não dava pra pagar o aluguel. Senti que algo estava errado no meu modelo de negócio e que eu precisava buscar respostas, aprender. Procurando mestrados fora achei o de Economia Criativa que era a minha cara e tentei uma bolsa. Consegui! Em seis meses, eu e meu marido demos uma virada na vida, nos organizamos, vendemos tudo o que tínhamos para vender e partimos para a aventura na Espanha. Ele aproveitou para aprofundar seus estudos em Engenharia de Áudio e viemos os dois como estudantes. Foi um ano de muito estudo, muita leitura e pesquisa até eu reformular toda a ideia da minha empresa. Criei uma metodologia de coaching de planejamento estratégico para artistas e comecei a trabalhar numa plataforma de autogestão para músicos. Apliquei primeiro no mercado brasileiro e depois trouxe minha metodologia pra Espanha. Hoje, 4 anos depois, o projeto deu tão certo, que acabamos construindo um estúdio e hoje também temos uma produtora musical. Nos últimos anos já trabalhamos e ajudamos a mais de 200 artistas brasileiros e espanhóis

Sandra Boni (São Paulo) – Esteticista e cabeleireira em Sandra Boni

Me considero aquela imigrante que vem com cara, com a coragem e com muita Fé…

Cheguei na Espanha em 2006, como muitos brasileiros: com péssimas condições financeiras e sem falar direito o idioma.
Depois de ter ficado viúva tive que deixar meus três filhos com minha mãe para buscar a sorte (e um pouco de dinheiro) aqui em Madrid, do outro lado do oceano.
O começo não foi fácil, eu dividia um estúdio de 30 metros com 6 pessoas, dedicava muitas horas do meu dia limpando casas e nas horas vagas fazia unha e depilação à domicilio. O bom é que tive ajuda de outros conterrâneos: aprendi tudo que sei sobre cabelos com um brasileiro, logo em seguida me matriculei num curso de estética e me formei oficialmente. Antes de empreender trabalhei temporariamente em um centro estético. Depois virei autônoma e montei meu próprio negócio em casa. E foi assim que dei meu primeiro passo como empreendedora. Hoje em dia não conseguiria estimar quantas Brasileiras atendi nestes 13 anos de função. Nos últimos anos também empreendi no setor de alimentação: abri o Bar Avenida Paulista, que foi uma experiência e tanto e que só fechei, depois de 2 anos, por questões pessoais.
Passamos por altos e baixos e há alguns dias em que dá vontade de desistir, mas meu conselho é: comece! Todo inicio é difícil, mas depois você vai colher seus frutos. Hoje estou estabilizada e muito feliz porque encontrei meu caminho e amo o que faço.

3 comentários sobre “Dia das Mulheres: brasileiras empreendedoras em Madrid

  1. Parabéns! Um grande mérito tem nossas empreendedoras na Espanha 🇪🇸
    Beijo e Parabéns a todas as mulheres nesse de consciência feminina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *