Dicas de ouro para turistar por Madrid

Compartilhar
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

Já estamos sendo repetitivas quando dizemos o quão interessante e divertido é estar em Madrid, seja para viver, seja para passar férias ou seja para estar apenas algumas horas!

Porém, existem alguns detalhes muito importantes durante sua estância turística por Madrid! Aqui eu deixo algumas dicas de ouro para ajudar os nossos turistas e viajantes de primeira viagem:

Estações do ano

Pode parecer piada, mas é verdade na prática: Madrid tem duas estações do ano muito bem definidas – o inverno e o inferno.

Super agradável…

Escolha bem a época da sua visita, pois pode congelar entre os meses de Dezembro e Janeiro, ou assar, entre Julho e Agosto. Madrid pode ser MUITO quente no verão e fazer da sua viagem um martírio. Nossas temperaturas chegam a 42ºC e isso pode durar por dias (e noites)! Comentamos sobre isso neste texto sobre como sobreviver ao verão de Madrid.

Por outro lado, o inverno aqui pode ser bem chuvoso, e também ser um problema… porém não é uma cidade com temperaturas muito baixas – Paris  ou Londres podem ser bem piores.

Eu aconselho meus turistas a vir mais ou menos em Maio ou final de Setembro. São as melhores épocas do ano para as temperaturas e fora da alta temporada de turistas!

Horários

Algumas pessoas resolvem passar férias em algum lugar e colocam tudo cronometradinho, desde o momento em que se levantam até para comer e escovar os dentes para dormir… E querem começar às 7h00 da manhã e aproveitar o dia. Saiba que isso não vai funcionar em Madrid! Neste post comentamos tudo sobre a Espanha e seus horários malucos.

siesta,horario,espanha
Horário de trabalho em um comércio madrilenho

Pra começar, Madrid é habitada por pessoas noturnas! Ninguém vai pra casa antes da 1h00 da manhã, mesmo em dias de semana, e nada começa antes das 9h00. A maioria dos comércios abre as portas às 10h00. Uma pessoa que resolve sair antes desse horário acaba frustrada e com muitas portas fechadas. Aproveite mais o seu soninho pela manhã e comece seu dia um pouco mais tarde do que planejado. Logo aproveite bastante a noite, principalmente no verão, já que o sol não nos abandona até as 22h00.

Quanto aos horários para comer, saiba que nenhum restaurante vai ter comida antes das 13h30 – mas servem até as 16h00. E pra jantar, as reservas começam a partir das 20h30 e antes disso também é difícil conseguir entrar em algum local.

Se precisarem comer algo no meio tempo, o bom é apostar em cadeias de fast food, como o bom e velho McDonald’s, Burguer King ou a espanhola VIPS.

Foto: grupovips.com

Choque cultural

Sempre que recebo meus turistas-amigos, a primeira coisa que eu comento quando vamos sair pra comer ou passar em alguma loja é: não se espante com a grosseria. Espanhóis não são muito simpáticos à primeira vista… e olha que eu estou generalizando, pois sim, existe muita gente simpática na Espanha. Isso não significa que eles não sejam boas pessoas, eles simplesmente não se esforçam para agradar qualquer um. E isso é algo já institucional… já passei vergonha com amigos meus que queriam alguma informação e foram mal tratados por atendentes em alguns estabelecimentos.

Existem coisas  que ajudam neste caso, como por exemplo, não se importar e não levar pro lado pessoal; tentar falar a língua deles é bom, mas tentar falar inglês é um pouco afronta – a não ser que a própria pessoa te dê essa brecha.

Serviços em restaurantes

Nem pense em entrar em um local e escolher a mesa em que vai sentar! Geralmente precisa esperar que alguém te encontre na porta e te indique onde se sentar. Às vezes ficamos esperando que eles limpem várias mesas que acabaram de sair antes de te convidar para sentar – mesmo que existam outras tantas mesas livres e limpas!

Até hoje eu não me acostumo em me sentar e imediatamente “ter que saber” o que vou beber. É a primeira pergunta que te fazem assim que te entregam a carta, e ficam todos com cara de “ué” quando você diz: vou ver o que comer primeiro. Como assim, né?

Martinez Bar (fonte: madriddiferente.com)

Pedir a conta e conseguir pagar é outra história… geralmente as pessoas aqui não tem pressa de nada… então você fica lá um bom tempo esperando que retirem a mesa e tragam a sua conta, depois mais outra eternidade para trazerem o datáfono (que é a maquininha de cartão). Mas daí você se lembra deste post e suas dicas de ouro, pois aqui ninguém tem horário pra nada!

Comida

Sempre tocamos neste assunto aqui, pois é óbvio – Madrid é uma cidade para comer de tudo e comer bem! E aqui comentamos como comer barato!

Somente não estamos acostumados, primeiro no horário, e como funciona a logística do almoço aqui. O menu do dia é uma maneira de comer muito bem por um preço justo, porém as vezes queremos toda a comida de uma vez só, pra poder fazer “a mistura” e aqui é um pouco diferente.

Tem uns bichos no meu prato! #arroz #ilovemadrid #ilovemyjob #ourworkiseasy

A post shared by Camila Levy (@camilalevy) on

No menu dos restaurantes, geralmente servem dois pratos principais, sobremesa, pão, bebida e café. O primeiro prato geralmente é salada, ou alguma verdura cozida, ou omelete, ou pasta, ou arroz… mas não é pouquinho não – já me deparei com uma montanha de paella que não fui capaz de finalizar. O segundo prato SEMPRE traz uma proteína – seja peixe, frango, carne ou porco – acompanhado de batata frita. Sempre! A não ser que você peça pro garçom que prefere uma salada ou nada pra acompanhar. No começo eu me perguntava: mas não dá pra trazer o macarrão com o frango? E geralmente isso confunde a cozinha e eles não fazem! Outra opção é pedir “duas entradas”, principalmente para quem não come carne.

Daí vem a coisa que mais me parece irritante: a sobremesa. se você quiser comer uma fruta fresca e da época, aproveite a sobremesa! É o único momento possível. Logo… fuja das tartas por mais que soem maravilhosamente bem, geralmente estão congeladas e são cheias de chantilly. Os bizcochos, que são nossos bolos caseiros, podem estar a salvo. Outro detalhe é que nada doce é realmente doce para o nosso gosto, ou seja, sempre bonito de ver mas uma decepção ao paladar.

Outra coisa, esquece de comer coxinha ou pastel no meio do dia… as padarias somente servem as tais napolitanas ou croissants e são todos doces… mas não muito doce!

Gorjetas

Lembram que o serviço de atendimento é meio malzinho… então eles não esperam gorjeta – que aqui se diz propina. Mas se alguém for legal com você, mega simpático, soltou umas palavras em português como Obrigado e Presunto, daí vale a pena deixar uma gorjetinha pra pessoa seguir o bom trabalho! No geral não precisa ser os tais 10% do valor da conta – eu sempre deixo de 1 a 3 € de gorjeta, dependendo de quanto gastei. Lembre-se que os valores aqui não são absurdos como no Brasil, e o Euro vale muito.

Para mais dicas de visitas, onde comer e onde dormir em Madrid, acessem também o Travelover Blog! Eles fizeram um texto muito legal com dicas de Madrid.

Essas foram as dicas de ouro para começar bem a sua passagem por Madrid! Como sempre, estamos abertos aos comentários se existe algo mais que vocês queiram comentar!

Camila Levy é brasileira, agrônoma e vive em Madrid. No blog Con Su Lado de Ca, ela compartilha informações a expatriados que querem viver aqui e dicas de boa convivência.

Compartilhar
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

4 comentários sobre “Dicas de ouro para turistar por Madrid

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *