Campeonato Espanhol por regiões na Espanha, onde estão localizados os 20 clubes?

Compartilhar
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

Post por Tati Mantovani, autora do blog Efeito Fúria

A formação do território espanhol se deve à unificação de várias regiões. Nem todas possuem os mesmos costumes e tradições, mas no final das contas todas são Espanha. O território espanhol é formado por 17 Comunidades Autônomas, mas nem todas contam com clubes na Primeira Divisão do futebol espanhol. As 20 equipes que vão disputar a Liga Espanhola 2016/17 vêm de lugares diferentes, mas têm um mesmo objetivo: alcançar o topo da tabela do campeonato espanhol.

Comunidades Autônomas da Espanha

A cada temporada, três clubes sobem à primeira divisão e três são rebaixados para a segunda. Por isso, a cada início de temporada, o mapa do futebol espanhol é alterado e algumas regiões passam a ter mais relevância que outros de do “mundo do futebol”.

Na temporada passada, a Comunidade Autônoma de Madrid foi a que mais perdeu. O Rayo Vallecano, um dos clubes da capital, e Getafe, clube da cidade de mesmo nome, foram rebaixados. Esta Comunidade, que contava com quatro clubes na Primeira Divisão, passou a ter dois, bom três. O Leganés subiu e amenizou a situação. A Comunidade Valenciana, que acabou perdendo o Levante – clube que também foi rebaixado – passou de contar com três representantes a ter somente dois.

Em que regiões estão localizados os clubes da primeira divisão da Espanha nesta temporada 2016/17?

As regiões lideram o ranking das Comunidades Autônomas (algo como os estados brasileiros) com mais clubes na La Liga são duas: Andaluzia e País Basco. Cada um conta com quatro representantes. A Comunidade de Madrid tem três; Catalunha, Comunidade Valenciana e Galícia, dois; Astúrias, Canárias e Navarra, um cada uma. As regiões sem representantes na La Liga são: Cantábria, La Rioja, Aragón, Castilla y León, Exremadura, Castilla-La Mancha, Múrcia e Baleares.

Em que regiões estão localizados os clubes da primeira divisão da Espanha nesta temporada 2016/17?

Os quatro clubes andaluzes são o Betis e o Sevilla, da cidade de Sevilla; Granada, da cidade de mesmo nome; e o Málaga, de Málaga. Já os quatro representantes do País Basco são: o Athletic Club, de Bilbao; a Real Sociedad, de San Sebastián; o Eibar, da cidade de mesmo nome; e o Deportivo Alavés, que acaba de subir. A Comunidade de Madrid tem três clubes na elite: Real Madrid e Atlético de Madrid; e o Leganés, que acaba de chegar à primeira divisão. A Comunidade Valenciana conta com Valencia e Villarreal. A Catalunha segue com dois representantes, os dois da capital, Barcelona e Espanyol. A Galícia também mantém suas duas vagas na primeira com Celta de Vigo e Deportivo La Coruña. O Sporting de Gijón é o único representante de Astúrias; o Osasuna conseguiu voltar à primeira divisão e colocou Navarra na elite do futebol espanhol; já o Las Palmas conseguiu permanecer na primeira divisão e é o único representante das ilhas na competição.

Se formos analisar os títulos de campeão espanhol na história, as regiões da Espanha com mais títulos no Campeonato Espanhol são Madrid e Catalunha. O Real Madrid tem 32 troféus da Liga e o Atlético de Madrid 10; já o Barcelona conta com 24 títulos. A terceira comunidade com mais títulos é o País Basco com 10 títulos, 8 do Athletic Club de Bilbao e 2 da Real Sociedad. A Comunidade Valenciana, com os 6 do Valencia; a Andaluzia com 2, um do Sevilla e um do Betis; e a Galícia com um título do Deportivo são as outras região campeãs do Espanhol.

Tatiana Mantovani é jornalista, gaúcha e fanática por futebol. Ela compartilha a sua paixão pelo no blog Efeito Fúria, que é o único site independente com informações sobre futebol espanhol em português. A Tati fez parte do BLPM durante mais de um ano, mas por obrigações do trabalho teve de sair.

Compartilhar
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *