Como são as festinhas de aniversário na Espanha

Ano passado a Elisa, minha filha mais velha, fez 15 anos. Na ocasião eu pensei em organizar uma festinha pra ela, apenas para não deixar passar em branco uma data que, para nós, brasileiros, é bem importante. Perguntando aqui e ali descobri que aqui as meninas não estão nem aí para festa de 15 anos. Então fiquei me perguntando: “como são as festinhas de aniversário na Espanha?”.

Bem, no geral, de uma maneira bem mais simples do que as nossas no Brasil. Como eu estava trabalhando na época dos 15 dela e não consegui organizar nada, seus amigos se reuniram em um parque da cidade, compraram uma cafeteira pra ela (viciadinha na bebida), vários pacotes de café acompanhados de bilhetinhos carinhosos e ali comemoraram. Levaram biscoitos, salgados, sucos para compartilhar e pronto. Foi isso. E eu?

 Eu fiquei muito frustrada, porque pensava em fazer um mega piquenique, desses lindos de revista, cheguei a comprar todos os apetrechos, mas a gurizada nem deu bola. No entendimento deles já estava super bem comemorado e qualquer coisa além daquilo seria um exagero. Enfiei minha decoração na sacola e coloquei no fundo do armário (nos 16 serei mais rápida!!).

Agora em março a Maísa fez cinco. Ano passado nenhum coleguinha fez festinha, achei bem estranho. O máximo que acontecia era que os pais mandavam um lanche diferenciado no dia do aniversário e um livro de presente para a turma. Mas este ano a coisa foi diferente. Ela já recebeu convite para 3 festas fora da escola. E eu dei aquela animada! Opa, dos pequenos eles comemoram! Vou fazer algo para ela também!

aniversário no parque
Ano passado a festinha foi na praça

Bora agitar uma festinha de aniversário pra gurizadinha!

Saí a pesquisar locais para festas infantis em Madrid. Uma busca rápida no Google, que no Brasil me mostraria uma lista interminável de salões, com incríveis áreas de jogos, brinquedões, animação, comes e bebes dignos de uma recepção real e várias ofertas dos sites de compra coletiva, aqui o que me entregou? Respostas vagas. Um local aqui ou ali que aluga uma salinha que tem um brinquedo bacaninha (nada comparado aos nossos enormes brinquedões que chegam a ser um labirinto), onde você pode levar a comida, a bebida, ficar um par de horas e, óbvio, fazer a faxina no final (com faxina é mais caro). Ou alguns animadores que me deixaram bem desanimada. As decorações que vi nas fotos eram bem simples, nada de gigantescas colunas de balões, tecidos nas paredes ou personagens que são verdadeiras obras de arte. Não. Tudo que vi foi bem singelo.

aniversário na escola
Os 11 anos da Luisa foram na classe, bolo, suco e muita farra!

Mas o que mais me chamou a atenção foi o preço. Muito mais acessível do que eu jamais havia conseguido em todas as minhas pesquisas para fazer uma festinha simples para as meninas. Sim, porque eu gosto de festinhas de aniversário simples. Citei tudo isso aí acima como um comparativo do que eu encontrava lá e do que encontrei aqui. A realidade daqui me agrada bem mais (o que não significa que seja contra quem faz este tipo de festa para os filhos, cada um faz o que quer com seu din-din, não é mesmo?). E foi isso que me surpreendeu. A falta de exageros, a simplicidade, o pouco que as crianças aqui precisam para celebrar seus cumpleaños. Até porque eles não tem um comparativo do que seria mais do que isso. Me fazem lembrar das minhas festinhas, quando minha mãe fazia um bolinho com suco, alguns doces e chamava os amigos em casa para passar o dia brincando.

Talvez você me pergunte: “mas, Juli, ninguém faz festão? É tudo assim tão, tão simples?” Obviamente que não. Estamos falando de um país que recebe imigrantes dos mais diversos lugares e culturas. E com isso eles acabam trazendo suas tradições. Existem espaços para festas QUASE no estilo de alguns salões brasileiros menores, mas são raros. Também soube que os imigrantes latinos de língua espanhola comemoram os 15 anos de suas filhas com toda a pompa e circunstância, como fazem em seus países. Mas não é o comum entre os espanhóis. O que eles de fato celebram é a Primeira Comunhão. Esta sim pode ser comparada às nossas tradicionais festas de debutantes, com as meninas vestidas em longos vestidos brancos e os meninos com seus tradicionais trajes de marinheiros (sim, você leu certo, marinheiros). Mas é só.

Voltando à festinha da Mai. Eu faria um piquenique ao ar livre, com toalha no chão e merendinhas bem simples, que sei que seria do agrado de todos. Percebi que grandes festas por aqui são totalmente “fora de moda”. Mas infelizmente o tempo não me permitiu.

aniversário Burger King Madrid

No fim de todas as minhas pesquisas, optei por fazer a festinha dela em um Burger King perto da escola, pra facilitar mesmo a vida de todos. Tem brinquedo, comida e espaço reservado, sem que eu tenha que me preocupar com nada. E por um valor que consigo até pagar à vista!

Para saber como os adultos comemoram seus aniversários, dá uma olhada neste post da Camila. E para conferir como foi o aniversário de 3 anos do blog, espia aqui.

Juliane D’Amore, gaúcha, casada e mãe de três meninas que foram a inspiração para o blog MEL a Mil pelo mundo. Nele, conta como está sendo a mudança da família para Madrid, além de dar dicas de passeios e viagens com crianças.

2 comentários sobre “Como são as festinhas de aniversário na Espanha

  1. Ju, e que tipo de presente costumam dar para os aniversariantes aqui na Espanha? Em que faixa de preço? No Brasil, era meio de bom tom dar presente que pudesse ser trocado (daquelas lojas conhecidas que você deve lembrar) e os valores eram altinhos (na faixa de R$ 100), mas sei que as festas aqui sao mais simples, como você comentou.

    1. Lu, na turma da minha filha pequena o costume é a “hucha”, uma caixinha onde cada coleguinha coloca 5 euros para um presente da turma toda. As maiores normalmente compram um presentiho entre 10 e 20 euros. Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *