Minha experiência com o BlaBlaCar

Compartilhar
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

Neste post vou sintetizar o que é o BlaBlaCar na Espanha, prós e contras, minha primeira experiência e recomendações para marinheiros de primeira viagem.

José Juan, o motorista da ida, com o copiloto

Em maio deste ano decidi ir de Madrid a Corunha para passar um fim de semana com meu primo, que mora lá. Não queria ir de carro por ir sozinha, são 600 km e não compensava usar 1 tanque de diesel só para mim, além do tempo dirigindo só. Procurei opções, de avião, de trem e de BlaBlaCar.

Por tempo de viagem, dinheiro e flexibilidade horária, o BlaBlaCar foi o meio escolhido.

Tenho que dizer que fiquei super reticente no começo, por falta de informação mesmo. Não sabia se era seguro, se iria gente inoportuna comigo no carro, se o carro seria confortável para viajar tantas horas, enfim, tinha dúvidas.

Antes de contar em detalhes, vou fazer um parêntesis e explicar o que é e como o BlaBlaCar funciona, talvez seja útil para quem nunca usou.

O que é o BlaBlaCar

O BlaBlaCar é um sistema de compartilhamento de carro para trajetos longos, no qual paga-se ao motorista um valor fixo, referente a uma parte do combustível. Esse sistema também é conhecido como consumo colaborativo.

Muitas vezes as viagens podem sair grátis ao motorista, e é uma alternativa que pode ser bem mais econômica do que ônibus ou trem, fatores que fazem com que o BlaBlaCar seja realmente atraente.

Existe desde 2004 e na Espanha desde 2009.

Como usar

Pode-se fazer o cadastro no site, mas normalmente usa-se o app no celular mesmo.

Como passageiro, você completa seu perfil com celular e email, (que nunca aparecem no perfil público), pode subir foto ou não, e clica nas preferências que são: conversa, fumar, pets e música.

Conversa

  • Sou uma pessoa calada
  • Depende do momento
  • Adoro conversar

Fumar no carro

  • O cigarro me incomoda
  • Não quero que fume
  • Não sei

Animais de estimação

  • Os animais de estimação são bem-vindos
  • Não quero viajar com animais
  • Não sei

Música

  • Gosto de ouvir música
  • O silêncio vale ouro
  • Não sei

Você escolhe uma origem e um destino, uma data e aparecem os motoristas que vão. Aí é só escolher um e reservar.

Como escolher um motorista

Como seres humanos normais vamos prestar atenção na pessoa pela foto. Seja mais bonita, a foto mais colorida, o sorriso, ou até que inconscientemente a pessoa nos dê boas vibes.

Segui a recomendação de uma amiga: o melhor motorista será aquele que tiver melhores comentários. E ponto. A aparência não quer dizer nada. Escolhi um motorista com vários comentários, e todos eles positivos. Alguns eram recentes, outros antigos, mas todos na mesma linha.

Para a volta segui o mesmo critério.

Este procedimento terá que ser repetido se quiser ida e volta, e não necessariamente será com a mesma pessoa. Se for o caso, você pode perguntar ao motorista antes de pagar a ida, e já combinar de voltarem juntos.

Como pagar?

Há 2 formas: cadastrando a conta bancária no app ou por PayPal. O pagamento é feito antes da viagem. Paguei com PayPal, e foi muito prático.

Seguro

O Bla Bla Car na Espanha é assegurado pela AXA, o que é descontado já da comissão que o motorista paga por passageiro. Ou seja, seguro adicional sem custo extra.

O seguro cobre assistência na estrada e garantia de chegada ao destino. O motorista tem assistência e se o problema não for resolvido, tem direito a um guincho até o mecânico mais próximo. Se o carro não puder ser consertado num tempo razoável, tanto motorista como passageiros terão à disposição um meio de transporte para chegar ao destino.

Também cobre danos pessoais ao motorista e passageiros.

Voltando à minha experiência: na prática

Escolhi o lugar, procurei motorista, entrei em contato com 2 que iam perto da cidadezinha aonde eu ia, troquei algumas mensagens para ver horários, e fechei com o que me deixava mais perto.

No fim, quando trocamos celulares para fechar detalhes, combinamos lugar de partida e aonde ia exatamente.

O motorista me pegou em Moncloa, no lugar combinado, e já tinha 1 passageiro com ele. Eu achei estranho, porque no app aparecia que éramos só nós dois.

Conversando eles me contaram que já se conheciam de outras viagens e não usavam o Bla Bla Car, ou seja, o passageiro pagava o motorista diretamente, sem pagar a comissão ao Bla Bla Car.

Depois pegaram outro rapaz. Fui num carro grande, bem confortável, com 3 homens. Resultado: o rapaz do meu lado foi dormindo, eu tentei puxar papo no começo com os dois da frente, e eles respondiam muito diretamente às minhas perguntas “sim, não, depende, é, pode ser…”, até que eu desisti de bater papo e fiquei na minha. Não foram mal educados, nem grosseiros, simplesmente não rolou papo. E depois de um tempo eles foram trocando altas ideias entre eles dois, mas num volume que não dava pra ouvir, muito menos participar.

Paramos na metade do caminho para comer um sanduíche, o motorista queria pagar mas os outros não deixaram. Eu teria deixado, porque não? Mas entrei no modus operandi.

A viagem foi tranquila, o motorista foi muito prudente, e ele viaja para Galícia a cada 2 semanas, por isso conhece a estrada como a palma da mão.

No fim, quando estávamos perto de onde eu ia descer do carro, o motorista me perguntou onde eu ia e andou mais uns 20 km, sem custo adicional, e me deixou na porta de casa, literalmente. Foi uma gentileza, eu fiquei super agradecida, já eram 10 da noite, e ele não tinha obrigação nenhuma de me levar até lá.

Todos felizes!

Maio é um mês excelente para ir a Galicia, o tempo é ótimo!

Na volta

Reservei um carro e meu primo foi me levar a 3 km de onde eu estava, que era o ponto de partida onde o motorista ia sair, com mais 1 passageiro. Nos apresentamos, foi tudo bem.

Cheguei primeiro, mas preferi que o outro passageiro fosse na frente, porque desta vez eu viajaria com outros 3 homens, e eu queria ir atrás. Se acontecesse o mesmo silêncio da ida, eu estava decidida a voltar dormindo. 😀

Paramos a uns kms, no Chino Antonio, para pegar o 4º passageiro e seguimos rumo a Madrid.

O estacionamento do Chino Antonio, um point de encontro na estrada para quem vai de Corunha a Madrid de Bla Bla Car.

O passageiro ao lado do motorista falou as 4 horas de viagem quase ininterruptamente. No começou foi um pouco irritante, mas depois eu e o rapaz que estava comigo atrás puxamos papo paralelo e fomos quase toda a viagem batendo papo.

Quando combinei com o motorista onde me deixar, ele ficou meio desconfiado, porque não conhecia muito bem o caminho, e até o último minuto ficou perguntando para os demais se aquele era o caminho certo, e foi a única coisa que eu posso dizer que para mim foi um pouco chatinho.

O resto, foi perfeito.

Definitivamente, recomendo Bla Bla Car. Sendo brasileira, sabendo dos riscos que corremos ao pegar carros com desconhecidos, nunca ouvi ninguém conhecido que tivesse uma experiência negativa com esse serviço.

O caminho estava cheio de retama negra, conhecida como xesta em galego. É um festival de cores pois essa flor é super amarela, e o contraste com o céu e com o verde da vegetação é realmente impressionante.
Vantagem de não ir dirigindo: poder curtir o pôr do sol

Para fechar

Pontos negativos: dar o azar de coincidir com pessoas inoportunas, ou com papo que não seja do seu agrado, motorista que corre demais e você se sentir inseguro.

Pontos positivos: muitas vezes é mais barato que ônibus, trem, e avião (dependendo da data), flexibilidade horária com relação aos outros meios de transporte, é rápido (caso não seja feriado prolongado), é ecológico e polui menos, pois mais de uma pessoa vai usar só 1 carro, e você tem a oportunidade de conhecer pessoas interessantes (ou aprender a ficar em silêncio, como eu :-D)

Acho legal que possamos ter algo assim tão democrático, e espero um dia poder viajar com o Seu Jorge, como a galera do vídeo!

 

Cris Pacino ensina português e no seu blog usa tecnologia para difundir conhecimento, encurtar distâncias e conectar ideias. Adora pedalar, ir pra praia e bater papo.
Compartilhar
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *